1

Brincadeiras de antigamente


amarelinha d
1- Amarelinha 
  Amarelinha, também conhecida  pular, é uma brincadeira que estimula a criança a ter noções dos números, trabalhando a ordem das casas numéricas do número um ao número dez, além de estimular à habilidade do equilíbrio, pois as crianças nas áreas que não existem associações de casas, ou seja nos quadrados 1 – 4 -7-10, as crianças apenas podem colocar um pé, e nas demais com casas juntas 2 e 3 -5 e 6-8 e 9 e no  Céu podem e devem colocar os dois pés e voltar ao ponto inicial
2 – Estátua
Para essa brincadeira é bom ter mais de 10 pessoas.
Aparelho de som.
Todos os jogadores fazem um círculo e um fica como o chefe, controlando o som.
Quando o chefe quiser ele abaixa o volume e diz “estátua”!
Os jogadores devem ficar em posição de estátua, sem se mexer e o chefe vai  fazer caretas e brincadeiras para ver quem se mexe.
Quem se mexer ou rir sai da brincadeira e espera até que sobre somente um para reiniciar a brincadeira.
3 – Passa Anel
As crianças se colocam em fila, lado a lado, sentadas ou em pé, com as mãos unidas.
Inicia-se o jogo com a criança que está com o anel, passando de uma em uma das crianças, tentando deixar o anel por entre mãos unidas: . Após ir em todas as crianças, ela já deverá ter deixado o anel com uma delas. Após isso, a criança que estava com o anel e que o passou a outra, pergunta a qualquer uma das crianças, menos àquela que esta com o anel: Com quem você acha que está o anel? Se a criança escolhida acertar ela pega o anel e começa a brincadeira novamente.
4 – Queimada 
Jogo com bola, para crianças e adultos. Ganha o jogo a equipe que queimar ou matar, todos os jogadores adversários.
Formam-se dois grupos e cada grupo fica em um lado do campo. No fundo de cada lado do campo, marca-se uma linha, , para onde deverão ir os jogadores queimados.
Tem início o jogo. As jogadas são sempre alternadas por equipe. Escolhe-se a equipe que dará início ao jogo e um jogador desta pega a bola e a atira no grupo adversário. O objetivo é “queimar” alguém. Um jogador é queimado quando a bola bate nele, e depois cai no chão. Se a bola é agarrada por qualquer membro da equipe, o jogador é salvo. Se a bola bate em um jogador, e depois em outro, sempre o último jogador em quem a bola bateu que é o queimado. O jogador queimado deverá então ir para o poço, que fica atrás da linha de fundo do campo adversário.Ele também poderá ajudar a queimar o time adversário.
Ganha o jogo a equipe que queimar todos os jogadores da equipe adversária.
5 - Pular Corda
Enquanto dois jogadores tocam a corda, cada um do grupo pula cantando a cantiga: “Um homem bateu na minha porta e eu abri. Senhoras e senhores, pulem num pé só. Senhoras e senhores, ponham a mão no chão. Senhoras e senhores, deem uma rodadinha. E vão, pro olho da rua!” (sair fora),
Quem conseguir chegar primeiro ao final, sem errar no pulo, será o vencedor.
6 – Derruba  Lata
Material: 6 latas de alumínio,( Nescau, Refrigerante, óleo de cozinha, etc) 3 bolas de tênis.
Colocar 6 latas iguais numa superfície a 1 metro do chão. Formar com elas um triângulo, colocando assim as 3 latas na base, 2 em cima e 1 no topo. Traçar uma linha no chão, uns 2 a 3 metros, a partir de onde as crianças jogarão as bolas.
Cada jogador receberá três bolas para tentar derrubar as latas. Conta-se um ponto por cada lata derrubada. E três pontos a mais para quem conseguir derrubar todas.
7 – Elefante Colorido
Azul, vermelho, verde, amarelo… Qualquer objeto com essas cores se transforma em pique.
A atividade exige atenção e agilidade para correr e não ser pego.
Uma criança é escolhida para ser o líder. Ela fica na frente das demais e diz: “Elefante colorido!” O grupo responde: “Que cor?” O líder escolhe uma cor e os demais saem correndo para tocar em algo que tenha aquela tonalidade.
Vale se a cor pedida estiver na roupa de alguém. Se o pegador encostar em uma criança antes de ela chegar à cor, é capturada. O comandante tem de escolher uma cor que não está num local de fácil acesso para dificultar o trabalho dos demais.
Vence a brincadeira quem não for pego.
8 – Corre-Agacha
Nessa brincadeira de correr a criançada corre, agacha e levanta, aperfeiçoando os movimentos
Uma criança é eleita o pegador. Para não serem apanhadas, as demais fogem e se agacham.
Quando o pegador consegue tocar um colega que está em pé, passa sua função a ele. Não há um vencedor.
A brincadeira acaba quando as crianças se cansam.
9 – Corrida de sacos
Cada corredor deverá entrar em um saco, que será bem preso a sua cintura, e tentar correr, ou melhor, pular até a linha de chegada. Vence aquele que chegar primeiro
10 – Dança das Cadeiras
Você precisa ter uma cadeira a menos do que número de pessoas que estiverem brincando.Por exemplo, se forem 15 crianças, deve-se ter 14 cadeiras.
Coloque uma música animada,as crianças dançam ao redor das cadeiras,quando a música parar elas devem correr e tentar sentar,quem não conseguir, sai da brincadeira.
Conforme as crianças vão saindo,deve-se tirar também uma cadeira e assim sucessivamente, até que só reste uma cadeira e o vencedor.
11 – Morto-Vivo
O  líder da brincadeira irá enfileirar as crianças  na horizontal, cada vez que o líder falar MORTO, as crianças devem se agachar e quando ele falar VIVO eles devem se levantar, o condutor deverá ir falando cada vez mais rápido para que as crianças se confundam, quem errar sairá da brincadeira até que fique apenas o vencedor, depois a brincadeira recomeça novamente.
12 – Corrida de um pé só
O professor deverá traçar duas retas paralelas, porém a uma boa distância , uma será a largada e a outra a chegada. Os participantes deverão ficar atrás da reta de largada e deverão chegar até a reta de chegada correndo com um pé só. Ganhará a criança que ultrapassar a reta de chegada primeiro.
13 – Ceguinho
Forma-se uma roda e uma criança fica no centro da roda com os olhos vendados. Todos deverão girar na roda e cantar “Pai Francisco”. Quando o ceguinho bater palmas, a roda deverá parar e ele caminhará para a frente e tocar no colega para adivinhar quem é.
14 – Coelho na toca
Distribua giz para as crianças desenharem círculos grandes e pequenos no chão ou pode usar-se bambolês.
Tratam-se das tocas onde que as crianças irão entrar quando ouvirem o sinal de um apito, soado pela professora. O objetivo é fugir do lobo, que será representado por um dos colegas. O aluno que for pego, passará a ser o lobo, e vice-versa. O jogo termina quando praticamente todos experimentaram os dois papéis. Na hora de fazer os círculos, um aluno sempre deverá sobrar do lado de fora. Exemplo se há 20 crianças na turma, pode-se fazer duas tocas para 1 aluno, uma para 2, uma para 3 e duas para 4. Nesse exercício, a criançada desenvolve habilidades como correr, frear e ocupar um espaço.
15- Corrida do lenço
Os componentes deverão tirar a sorte para ver quem ficará com o lenço. Deverão sentar na roda com as pernas cruzadas. Quem estiver segurando o lenço corre ao redor da roda enquanto o grupo fala:
Corre, cutia
Na casa da tia
Corre, cipó
Na casa da avó
Lencinho na mão
Caiu no chão
Moça bonita
Do meu coração.
O dono do lenço então pergunta:
- Posso jogar?
E todos respondem:
- Pode!
Um, dois, três!
Deixa então o lenço cair atrás de alguém da roda. Este deverá perceber, pegar o lenço e correr atrás de quem jogou antes que este sente no seu lugar. Se conseguir pegar aquele que jogou ele será o próximo a jogar o lenço, se não conseguir quem jogou o lenço continuará segurando o lenço para jogar atrás de outra pessoa.

1 comentários:

Carol Rodrigues Souza

Oi Eliete bom dia :D
Adorei seu post, precisamos resgatar essas brincadeiras que tanto traziam aprendizagens,
sabe que fiquei até com saudades!
Belo texto, parabéns pelo seu trabalho.

Diário de Jardineira
Facebook
Fan Page

Beijos:*

Postar um comentário

"Só desperta paixão em ensinar, quem tem paixão em aprender !!!" Paulo Freire