0

Construção Geométrica

 
Construção geométrica. Ilustrações: Carlo Giovani

Objetivo
Reconhecer, formular e interpretar características de figuras geométricas para comunicar suas posições em uma construção.

Anos

4º e 5º.

Tempo estimado
Seis aulas.

Material necessário
Seis coleções idênticas de figuras geométricas tridimensionais, feitas de papel-cartão, com vários cubos e tipos de prismas e pirâmides, e seis folhas de papel ofício branco.

Desenvolvimento
1ª ETAPA Divida a classe em seis grupos, sendo três denominados A e os outros, B. Cada grupo A fica associado a um B. Todas as equipes recebem uma coleção de dez sólidos. O time A cria com eles uma construção sobre a folha branca sem que o B veja. Depois os alunos elaboram uma mensagem para que os oponentes realizem uma construção idêntica. Mas nela não pode haver desenhos. O grupo B tenta executar a tarefa sem fazer perguntas. Na primeira rodada, espera-se que os esquemas não coincidam. Essa dificuldade inicial dará a deixa para você organizar uma discussão sobre os equívocos das mensagens. Que figuras poderiam ter sido escolhidas para não haver confusão? Que termos explicariam melhor a parte em que uma está encostada na outra? Aproveite para recordar e estimular o uso dos nomes corretos e de termos como arestas, vértices e faces. Promova uma síntese e anote em um cartaz alguns combinados:

Dizer o nome da forma geométrica.

Descrever as características dos lados.

Indicar as faces das figuras que se tocam na construção.

Se a figura tiver pontas, deixar claro o lado para o qual ela aponta.

2ª ETAPA Repita o jogo em várias aulas, alternando as equipes que constroem e as que fazem a montagem com base nas indicações. Antes de cada rodada, leia os combinados anteriores.

Avaliação
Faça uma construção com o material geométrico e peça que os alunos elaborem a mensagem com as instruções necessárias para montá-la, verificando o uso dos termos ensinados. Solicite também que eles comparem textos e elaborem algumas construções coletivas a partir delas.



Ponha o cubo no centro da folha.

Coloque sobre ele o prisma, alinhando uma de suas arestas maiores com a aresta superior esquerda do cubo.

O paralelepípedo deve ir ao lado do prisma, com uma das faces menores para baixo e com uma das arestas alinhada com a aresta superior do cubo.

Equilibre a pirâmide de base quadrada sobre o paralelepípedo.

Coloque o cilindro atrás do paralelepípedo e do prisma.


Fonte: Atividade adaptada da situação proposta por Claudia Broitman e Horacio Itzcovich no livro Matemática El estúdio de las figuras y de los cuerpos geométricos (Ed. Novedades Educativas)

0 comentários:

Postar um comentário

"Só desperta paixão em ensinar, quem tem paixão em aprender !!!" Paulo Freire